segunda-feira, 2 de setembro de 2013

AS 10 MÚSICAS QUE NUNCA DEVERIAM SER CANTADAS EM UMA MISSA



1.Glória a Deus

Glória a Deus, glória a Deus, glória ao Pai. (2x)
A Ele seja a glória (2x)
Aleluia, amém.

Eu queria entender o porquê do medo que os padres têm de falar claramente: “não existe letra alternativa ao ‘Gloria in excelsis Deo et in terra pax hominubus[...]‘”. Coloco em latim para que não haja dúvidas. Existe uma oração para o Glória incluído na categoria de partes fixas da missa, o Ordinário. As partes do ordinário, como já vimos, não podem ser modificadas de forma alguma. Eu vou ser muito sincero com vocês, a única atitude liturgicamente correta quando uma banda me chega com um glória “pirata”, ou seja, desautorizado, para cantar na missa é dizer, “rezemos a oração do glória”, antes de começarem os instrumentos. Não há de se fazer concessões. Por isso a importância de o padre saber antecipadamente tudo o que se vai cantar na missa. Vocês já acompanharam a escolha de um setlist para show? Nas paróquias comumente se diz: “já cantamos esse glória semana passada. Acho melhor esse para dar uma variada…”. Não se pode escolher o Glória como se escolhe o setlist de um show. A menos que se mude UNICAMENTE a melodia, é terminantemente proibido mudar a letra.

2.Em nome do Pai

Em nome do Pai, em nome do Filho[...]
Para louvar e agradecer, bendizer e adorar,
te aclamar…

Aqui há dois problemas: o primeiro é que o Sinal da Cruz NÃO é rezado por todos os fiéis. O Missal Romano esclarece: “O sacerdote diz: Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. O povo responde: Amém”. O segundo também pode ser esclarecido pelo missal: não está previsto nenhum “para louvar e agradecer, etc”. Infelizmente (eu diria felizmente) não temos (padres, leigos, religiosos e nem mesmo bispos individualmente) poder para alterar a liturgia, que é sinal da universalidade e da unicidade da Igreja. Como diz o papa Bento XVI, “A cada dia deve crescer em nós a convicção de que a liturgia não é um nosso, um meu ‘fazer’, mas é ação de Deus em nós e conosco”.

3. Santo, Santo, Santo, Dizem Todos Os Anjos

Santo, santo, santo, dizem todos os anjos [...]
Céus e terras passarão, mas Sua Palavra não passará
Não, não, não passará

Também existe uma oração específica, incluída na categoria “Ordinário da Missa”. Além disso, essa musiqueta é conhecida por incitar nos fiéis uma certa coreografia na qual os fiéis levantam as mãozinhas para cima, para baixo e fazem o sinal de negativo com o dedinho. Vamos combinar, nada mais inadequado para dizer o mínimo.

4. Faz um milagre em mim

Entra na minha casa
Entra na minha vida
Mexe com minha estrutura
Sara todas as feridas …

Ainda que a música protestante não tenha erro explícito (na letra), muitas vezes a melodia está carregada de personalismo e de sentimentalismo, próprios de certas seitas neopentecostais. Além disso, até onde sei costuma-se cantar essa música durante a Comunhão. Alguém lê alguma referência à Eucaristia nesse canto?

5. Pai-Nosso do Padre Marcelo Rossi

Pai, meu pai do céu, meu pai do céu
Eu quase me esqueci, me esqueci
Que o teu amor vela por mim, vela por mim
Que seja feito assim

Acho que essa é a música mais obviamente inadequada de todos os tempos. A oração do Pai-Nosso é bíblica. Quando foi que Jesus falou em “Eu quase me esqueci, etc”?

6. Senhor que viestes salvar

Senhor, eis aqui o teu povo,
que vem implorar teu perdão;
é grande o nosso pecado,
porém é maior o teu coração.

O Missal Romano prevê três tipos de oração para o Ato Penitencial. a) ou reza ou canta o “Confesso a Deus todo-poderoso…” (confiteor); b) O “Tende compaixão…”; c) o “Senhor, que viestes salvar… tende piedade de nós”. Ou seja, faz parte do Ordinário da Missa também. Muitas vezes se pensa que basta que a letra remeta a arrependimento que pode ser incluída na missa. Mais uma vez vou ser bem claro, estamos numa época de liturgistas desautorizados. Pessoas sem autoridade que querem inovar no rito de Paulo VI como se se houvesse alguma possibilidade de coisas assim ocorrerem. Felizmente muitos fazem isso por ignorância. Eu só tenho pena de sacerdotes que estudam sete anos no mínimo e ainda assim permitem que a liturgia da Igreja seja deformada com gestos sutis de desobediência, como mudar um canto aqui, outro ali.

7.Quero te dar a paz

Quero te dar a paz, do meu Senhor com muito amor (2x)
Na flor vejo manifestar o poder da criação.
Nos seus lábios eu vejo estar o sorriso de um irmão.
Toda vez que te abraço e aperto a sua mão.

Eu nunca vi essa música ser tocada sem incitar palmas, dancinhas, agitação, conversa e barulho. Só por isso deve ser a Anathema Sit dos cantos de missa.

8. Cantar a Beleza da vida

Cantar a beleza da vida, presente do amor sem igual:
Missão do teu povo escolhido, Senhor, vem livrar-nos do mal.
Vem dar-nos teu Filho, Senhor, sustento no Pão e no Vinho.
E a força do Espírito Santo, unindo o teu povo a caminho.

Heresia branca. Primeiro que é difícil entender que “sustento no Pão e no vinho” signifique a transubstanciação. Para mim o trecho em questão significa justamente o contrário, que Cristo está simbolicamente representado no Pão e no Vinho e dessa ligação simbólica/espiritual viria o nosso sustento. Afinal, o sustento vem do pão e do vinho ou da carne (o corpo), da hóstia consagrada, do Pão do Céu? Não sei quem é o compositor, mas caso vocês queiram relativizar e dizer que é apenas uma ambiguidade, fica a critério de cada um.

9. Passeio de Caranguejo

Não vou ficar chorando (buá, buá, buá)
Vendo a vida passar
Vou entoar meu canto
Cantando com os anjos até o sol raiar.

Cansei de escutar essa música no canto final. Essa música numa missa só pode ser fruto da mente de uma pessoa que jura estar num culto protestante. Não tem outra explicação.

10. Reunidos aqui

Reunidos aqui
Só pra louvar ao Senhor,
Novamente aqui,
Em união.

Costumam cantar esta música no canto de entrada. Eu não recomendaria esse canto para a missa porque transmite uma visão reducionista do Culto Sagrado. Antes de estar na missa “só pra louvar”, estamos lá adorar, agradecer, expiar e pedir. Não é festa e não estamos lá “só para louvar”.

112 comentários:

  1. Poderia citar as 10 musicas que seriam as mais adequadas para tocar na missa. Acho que só a critica sem o apontamento de como se fazer melhor não gera um grande resultado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente anônimo! Vejo muitos posts, apontando as doenças que existem na Igreja, mas não vejo nenhum, indicando o remédio para a cura!
      Assim fica muito fácil e descompromissado!

      Excluir
    2. A Igreja permite cantos que sejam sóbrios e adequados ao espírito da liturgia. A Missa é um culto, não uma baderna. Há lugar para músicas agitadas com conteúdo religioso fora da Missa.

      O parâmetro é o canto gregoriano. Ele é, em igualdade de condições, o ideal. Não o podendo executar, ou havendo justas razões para não o fazer, pode-se escolher outro tipo, e quanto mais esse outro tipo de canto se aproxime do gregoriano, melhor.

      Assim, além do gregoriano, há a polifonia sacra e o canto popular sacro. Algumas vezes, a polifonia, por ser bem solene, pode ser melhor para uma Missa especial. Em outras, por causa do povo que se reúne para a Missa ou pela falta de um coral treinado, o canto popular pode ser a alternativa. Mas sempre tendo em vista o lugar de excelência do gregoriano e inspirando-se nele para as melodias e para o "ethos" de sobriedade e seriedade da música litúrgica.

      A Missa cantada pode ter partes em gregoriano e partes em polifonia, conforme o tipo.

      Excluir
    3. Hinario liturgico CNBB cara vai lá que vc vai entender!

      Excluir
    4. kkkkkkkkkkkkkkkkkk daqui a pouco quem vcs vão ressuscitar, beethoven ou guilaume de machaut pra compor as músicas da campanha da fraternidade 2015??!.kkk
      Beleza, venham cantar motetos em uma comunidade onde grande parte dos fiéis mau sabem compreender o português!.. E o padre vai celebrar de costas para os fiéis também?..

      Excluir
    5. Desculpe, porém não concordo nem um pouco com essa postagem.
      Se fossemos partir do pressuposto de que as músicas cantadas na missa devam ser pautadas em coros gregorianos ou sei lá o que você quis dizer, as missas se tornam chatas e sem graças. Hoje em dia a maior dificuldade da comunidade católica é atrair o jovem para igreja e se for da forma como você diz meu caro irmão, eles não passariam nem na porta.
      Nossa igreja vivia fazia, resolvemos mudar um pouco a forma das músicas e hoje é super cheia e animada, inclusive temos em nosso repertório muitas das músicas que mencionou no texto. Acho que a igreja católica deve se modernizar para poder caminhar lado a lado na fase em que vivemos atualmente.

      Excluir
    6. Nosso Senhor se humilhou ao tomar a nossa forma humana,morreu em uma cruz nos dando seu exemplo de que quem ama dá a vida pelo amado,os apóstolos ,com exceção de S.João evangelista,foram mártires assim como muitos outros santos,por não seguirem as seitas do seu tempo,e por que nós vamos seguir o modernismo de agora?

      Excluir
    7. O povo da tua comunidade vai a Igreja pela missa (padre ou show) em si ou para um encontro com Jesus Cristo? O erro de muitos católicos é achar que a missa é um espetáculo... quantidade não é qualidade meu amigo, se o intuito for abarrotar os bancos da igreja com pessoas que buscam algo "prazeroso" e bonito, creio que estejam no lugar errado. A missa não é um show é uma oração que deve ser tomada com máximo respeito e piedade. Quanto a ir ou não ir a igreja por que a missa é "chata", desculpe mas, realmente estão fazendo errado, tu tá indo por que está buscando um "prazer" e não pela anamnese cristã. A Igreja tem abre tantos espaços para coisas do gênero "diversão", por que macular a maior oração da Igreja? Além do mais meus amigos, a Liturgia da Igreja é advém de tempos da tradição e embasada na mais nobre teologia, a cristã. Ir contra a Liturgia da Igreja é ir contra o própio papa e seus antecessores, bem como todo corpo clerical. E eu vos pergunto, ser Cristão Católico é acolher apenas o que me convém? Apenas o que me dá prazer? Estou obedecendo os princípios evangélicos em não orientar outros irmãos ao que a Igreja, durante séculos, estudou (com sapiência) para definir a melhor forma de elevar nossas suplicas a Deus? Sinceramente, o Padre que faz esforço para encher os bancos da Igreja sem respeitar as orientações da mesma, está tão errado quando aquele que omite-se perante a verdade! Abraços, Con. Hans von Strauss, SAC

      Excluir
    8. Por outro lado, se num primeiro momento algumas pessoas vão a missa por ser um momento agradável, que traz bons sentimentos, com o tempo essa mesma pessoa, inevitavelmente se aproximará mais de Deus. Concordo com os que falam de mudança, de um culto alegre à Deus, com pessoas sorrindo, cantando, e batendo palmas sim! Dizer que isso não deve ser feito pq os papas e os estudiosos disseram que não é pra ser é outro erro. Papas são humanos, cometeram milhares de erros ao longo da história, e quem disser o contrário é cego ou alienado. Nosso povo é pobre, sem acesso a educação, quanto mais erudito fica o rito da missa, mais as pessoas (principalmente o pobre) se afastam.

      Excluir
    9. Meu Deus qta baboseira que eu to lendo... o culto é um expressão e movimento que tende a fazer com que o fiel se encontre com Deus... os cantos ministrados na Santa Missa devem fazer esse papel... pautado em tema e singularidade com a liturgia... agora os padres e fieis defecadores de regras conseguem afastar não só fieis mais os proprios musicos e cantores que doam do seu dom e do seu tempo para contribuir com a evangelização... missão dada pelo proprio cristo. respeitar e zelar pela liturgia não é igual por um cabresto e viver cego... abraços e pelo amor de Deus... evangelizem mais e defequem menos regras.

      Excluir
    10. Tem gente que postou aqui que a missa com cantos gregorianos ficaria chata. Oras, se quer se divertir, fique em casa assistindo TV. Missa não é para ser divertida.

      Excluir
    11. NA CONTEMPORANEIDADE, SE A IGREJA NÃO TENTAR CATIVAR AS PESSOAS DA ATUALIDADE E PRINCIPALMENTE OS JOVENS QUE JÁ NÃO TEMEM COMO ANTES OS DOGMATISMOS, NÃO SERÁ DE MÃOS POSTAS OU ELEVANDO DEMAIS A LITURGIA QUE IRÁ ADENTRAR NO CORAÇÃO DELES. O MUNDO ESTÁ MUDANDO, AS PESSOAS ESTÃO MUDANDO. A IGREJA, NÓS, DEVEREMOS DINAMIZAR, ATRAIR E MISSIONAR DE ACORDO COM A REALIDADE DAS PESSOAS. EXEMPLO: COMO SERIA A REAÇÃO DAS PESSOAS QUE MORAM NA ZONA RURAL SE AS MISSAS FOSSEM SEGUIDAS DE ACORDO COM O MISSAL ROMANO? TENHAMOS CUIDADO PARA NÃO ELEVAR DEMAIS A LITURGIA E ESQUECER O FOCO: AS PESSOAS, O ALCANÇAR SEU CORAÇÕES.. SOU CATÓLICO APOSTÓLICO ROMANO- EVANGELIZAR COM A VIDA... COM A REALIDADE.

      Excluir
    12. Mas gente, a igreja graças a Deus, tem vários movimentos e proporciona vários encontros que servem justamente para esse dinamismo todo.
      Missa é sacrifício. Não tem o que contestar.

      Excluir
  2. Na música Pai nosso do padre Marcelo, sua interpretação (de quem escreveu essa matéria) está equivocada. Trata-se de um diálogo nosso (povo) com Deus e não de Jesus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, mesmo assim parece inadequada por que o sacerdote diz: "Cantemos (rezemos) a oração que Jesus nos ensinou", e esse "eu quase me esqueci..." simplesmente não faz parte do Pai Nosso. Aliás, devemos perceber que os textos das partes fixas da missa não podem ser alterados: Glória, Santo, Cordeiro, etc..

      Excluir
    2. O Pai Nosso é parte do Ordinário, sendo fixo na Missa.E, por isso, ele não se altera. Quer cantar? Cante, mas cante o que está no Missal. Não interessa se outra coisa está "no folheto". Folheto não é documento da Igreja! O Pai Nosso não é o momento para meros "cantos de Pai Nosso". Assim, o "Ó, Pai Nosso tu que estás" ou o "Pai Nosso que estais nos céus, Pai Nosso que estais aqui..." e outros, por mais belos que sejam, não cabem no Pai Nosso. Tampouco um piegas, ridículo, sentimentalóide e circense "Vamos dar as mãos, vamos dar as mãos, vamos dar e vamos juntos cantar..."

      Excluir
    3. Não que eu aprove a canção,mas bem que podia ter outro nome para evitar problemas não?

      Excluir
    4. É por tanto rigor que nossas "Paróquias" encontram-se cada dia mais vazias... Eu me pergunto: O que Jesus faria? Ficaria com o rigor das celebrações ou com aquilo que liberta e toca profundamente os corações?

      Excluir
    5. Antes verdadeiros cristãos do que bonecos de posto, as Paróquias estão "vazias" pelas praticas modernistas não o contrário, é só pegar imagens da igreja no brasil antes do vaticano II, sem falar também que as vocações eram multidões não só alguns punhados cada ano.

      Excluir
  3. fico pasmado com tantas modernidades existentes desde o início da santa missa, misturando-se o sacro ao profano; simplesmente me calo, não bato palmas, silencio e rezo interiormente o que deveria ser feito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saiba que e é justamente isso que Nosso Senhor,os santos e anjos fazem na Santa missa!Seja forte porque seu exemplo pode salvar muitas almas,pois palavras comovem e exemplos arrastam.Que a Virgem Maria nossa Mãe seja teu sustento.

      Excluir
    2. isso mesmo, oremos pelos nossos irmãos que se afastam do ensinamento da Igreja.

      Excluir
  4. ola! meu nome é Marcos Eloisio da Silva, sou músico contra-baixista, toco regularmente nas santas missas nos finais de semana em minha paróquia. Concordo plenamente com o assunto e a reprova de tais músicas. Isto se da pelo simples fato de que, quem as coloca não ter conhecimento litúrgico, e muitas vezes as colocam por sentirem-se tocados por sua melodia ou mensagem. Por outro lado, falta formação e informação por parte das (arquidioceses, dioceses e paróquias). Se investissem em tais formações, este fato não se daria. Corrijam-me se estiver errado. (ha um documento da igreja que faz alusão neste sentido. creio chamar-se " INESTIMABILE DOMIUS". ja tentei consegui-lo através do site da cnbb e não o consegui. infelizmente.

    ResponderExcluir
  5. Existem aberrações e existem pequenos erros, mas acho que não devemos ser nem oito, nem oitenta, por que a "lei mata", não quero aqui dizer que devemos relativizar a coisa, mas sei que muitos sacerdotes, assim, como o próprio Jesus fez, ao falar em parábolas, linguagem do povo, tenta trazer a liturgia para mais próximo do entendimento das pessoas. Se as pessoas compreendem, tem uma experiência com o Deus verdadeiro, isso válido. Ah! voltemos as Missas em Latin, catemos cantos gregorianos, tenho certeza que muita gente deixaria de ir a Missa, simplesmente por que nada falaria aos seus corações, (...). Se não entendo, não vivo, não amo!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amélia Azevedo,nosso olhar de fé nunca será bastante largo nem profundo para compreender a Missa. E por isso temos o dever de fazer tudo para não reduzir nossa visão aos limites de nossas mesquinhas concepções humanas. A Missa é um mistério de fé.

      Ela está no centro de nosso destino e do destino do mundo. Ela é para o cristão a fonte única por onde lhe vem a salvação, por ela, cada dia, Cristo salva o Universo e a Humanidade.

      Excluir
    2. Gostaria que lessem essa história:
      Havia um pobre senhor que todos os dias antes de ir trabalhar na roça,passava na capelinha da paróquia,ajoelhava-se e ficava por um longo tempo olhando para Jesus crucificado.Certo dia o padre resolveu perguntar a ele o que rezava durante tanto tempo,o velhinho respondeu:
      -Eu não sei ler,mas procuro acompanhar com atenção a Santa Missa e as outras orações.
      O padre perguntou também:
      -Mas nesses dias que o senhor só olha para o crucifixo?
      -Há padre eu penso: ó como ELE me ama!Como ELE me ama!

      Excluir
    3. Amélia, por acaso se você for a um encontro da RCC onde eles fazem seus louvores usando a "língua dos anjos" você entende alguma coisa? Latim a gente pode aprender como o inglês, francês alemão... Já a "lingua dos anjos", tenho certeza que é impossível aprendê-la e compreendê-la.
      E quanto as músicas estou de pleno acordo. Canto há anos a Santa Missa e procuro ao máximo ser litúrgica. e se algúem me pede algum canto e não concordo com o mesmo digo que não e explico porque. Assim também quando me pedem auxílio para escolha de cantos. Infelizmente muitos não aceitam a sugestão, mas fica da parte de cada um.

      Excluir
  6. Concordo plenamente com o Pai Nosso Cantado, mas as outras músicas discordo totalmente,são todas muito lindas não tem nada ver .Pior é deixarem cantar certas musicas em casamentos, tem umas de péssimo gosto e não tem nada a ver, e as músicas de Roberto Carlos também cantadas nas igrejas,tem muita coisa para ser mudadas, se é que pretendem.

    ResponderExcluir
  7. Amigos o remédio é muito simples e está ao alcance de todos. Se chama Instrução Geral do Missal Romano. Se nós músicos fizermos como está lá não erraremos. Nem mais, nem menos, lá está como deve ser. Vocês podem comprar o livro, baixar na internet ou pedir ao seu pároco para consultá-la já que ela se encontra no Missal. Deixo aqui o link para os que quiserem baixá-la (http://www.sagradocoracaopaulinia.org.br/uploads/publicacoes/IGMR.pdf) . Só lembrando que a Santa Missa é o sacrifício de Jesus. Não é simbologia, não é teatro, não é festa, mas é a Paixão acontecendo no altar de forma incruenta, ou seja, sem derramamento de sangue, por isso não faz sentido bater palmas, cantar excessivamente alto, usar em excesso os instrumentos, quanto mais sóbrio, mais nos ajudará a entrar em espírito de oração. A paz de Jesus a todos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo que devemos seguir o que está no missal romano. Não os conheço como chegaram a concepção que tem. Mas fiz formação litúrgica e um dos pontos mais discutidos é sempre o que cantar na missa, como cantar,etc. Um padre não muda as coisas que estão erradas assim em um piscar de olhos, nem mesmo fala aos fiéis que estão fazendo tudo errado, ele vai assustar o povo e perderá ovelhas do seu rebanho. Se a sua intenção é ajudar a manter a liturgia correta na missa, tente utilizar palavras, formas de se expressar mais tranquila, pois do jeito com que vocês falam, somos obrigadas a fazer como Vocês QUEREM E NÃO COMO DIZ O MISSAL. Pode não concordar com as músicas, mas jamais fale ou insinue dizer que são ridículas, pois as pessoas quando compõe uma música elas tiveram uma experiência que é transmitida na música. As músicas gregorianas também é assim. Muitos gostam e muitos não. Mas após o Concílio Vaticano II, a missa não é mais rezada de costa para o povo,etc. Temos que achar um ponto de equilíbrio,mas este não é o caminho.Irmãos, sejamos pacíficos em nossas palavras, e ações, o canto nos ajuda a rezar, é importante na missa, mas o mistério da missa não é baseada na música, é CRISTO, existem músicas que realmente não nos ajuda a meditar este mistério, mas saibamos falar com as pessoas para ajuda los, e não criticar isso sim é uma barbaridade!

      Excluir
    2. Creio que realmente há pessoas que muitas vezes preferem ridicularizar em vez de ajudar,mas há também aqueles que ficam indignados pela situação atual da Igreja.Lembra-se da passagem da sagrada escritura que Jesus ao entrar no templo,vê vários comerciantes vendendo suas mercadorias?Ele os expulsa dali e diz:a casa do meu Pai é casa de oração!
      Se Jesus aparecesse visivelmente numa missa nova o que será que diria ou faria???

      Excluir
  8. Edson, seria bom você citar a fonte da sua resposta postada às 11h52. Se não me engano, o texto original é do site www.salvemaliturgia.com

    ResponderExcluir
  9. A missa é o alimento do católico. A Paixão de Cristo é o ápice da Santa Missa, mas é também a nossa salvação. Será que não está na hora de rever alguns aspectos? É por isso que muitas igrejas estão se esvaziando e os cultos evangélicos ganhando fieis dia a dia. As pessoas querem ser tocadas pelo Deus vivo, o Deus da alegria, que é a essência da vida. Td evoluiu, e a Santa Igreja tem sim que trazer Jesus para perto de seu povo e a música é um modo em potencial para isto. Quem canta reza duas vezes. A música que toca ao coração tem um poder imensurável. Não sei porque tanto preconceito, tanta vontade de manter tudo como está? Então, se é para ser fiel à liturgia, voltemos para as missas em Latim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo basear sua fé no emocionalismo levará você ao fracasso espiritual pois emoções são carnais e passam, porém uma tomada de decisão consciente nos leva a a conversão legítima e perene. Não confunda a ação de Deus com seus sentimentos....São coisas bem diferentes!

      Excluir
  10. Meu Deus, quanta perca de tempo com pequenas coisas, todas as músicas citadas nos faz refletir a presença e o amor de Deus, e não seria este o papel do culto religioso? Nos levar a Deus. Então irmãos, parem de procurar cabelo em ovo, sejamos cristãos com todo nosso ser e não percamos tempo com puritanismos desnecessários. Vocês correm o risco de fundar um novo catolicismo, dos perfeitos. E a dissipação já é fruto de tudo aquilo que Deus repudia. Vigiemos, perfeito, só Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Irmão obviamente você é daqueles católicos que não sabe nada a respeito da sua fé. ..Se soubesse alguma coisa saberia que não é nada "pequeno" e menos ainda perder tempo mas ao contrário, significa garantir a fé católica as próximas gerações! !! Estude mais e entenderás!

      Excluir
  11. Incrível ver quão pouco cristianismo pode haver num "cristão".
    Sério? Procurar maldade em cantos que levam o povo a adorar e amar a Deus?
    Me senti num culto protestante onde os pastores procuram o diabo em tudo que não lhe agrada e leva as pessoas a uma estupidez sem limites.
    O radicalismo de alguns católicos afasta mais pessoas de Deus do que esses cânticos inocentes onde sua mente deturpada viu mal.

    ResponderExcluir
  12. Bom, e, primeiro lugar nunca pedimos pra ninguém pegar nenhuma de nossas músicas, feitas por seguidores de "nossas seitas" para se usar em sua missa. Em segundo lugar sabemos bem a quem seguimos e a quem adoramos, então colega, sinceramente, vc deveria se preocupar com o que vem acontecendo com a sua igreja e com seus fiéis que estão cada vez mais seguindo as seitas pentecostais e parar de se preocupar com mesquinharias. Pois, enquanto vc se preocupa com mesquinharias nós, em nossas seitas estamos preocupados em transmitir o amor de Deus, somente Dele, por Ele e para Ele, que na palavra é o único que é digno de todo louvor. Vc já ouviu falar que o louvor tem o poder de curar? Vc já leu que Davi dançava para louvar a Deus? Que Mirião dançou de alegria quando atravessaram o mar vermelho?
    Vamos ler a bíblia e falar segundo ela: " Os falsos deuses de outros povos não passam de imagens feitas de ouro e prata, por mãos humanas.
    Tem boca, mas não falam; tem olhos, mas não veem.
    Tem ouvidos, mas não ouvem, pq esses ídolos não tem vida!
    Quem faz essas imagens e adora esses ídolos acaba se tornando como eles." Salmo 135:15-18.
    Pra quem não sabe isso é o que o apóstolo Paulo escreve para a igreja de Roma: "Dizendo-se sábios, tornaram-se completamente tolos. Então, em vez de adorarem ao Deus imortal, vivente, tomaram madeira e pedra e fizeram ídolos para si, esculpindo-os na forma de simples aves, animais, serpentes e homens mortais. Em vez de crerem naquilo que eles próprios sabiam ser a verdade sobre Deus, escolheram crer em mentiras. E assim adoraram e serviram as coisas criadas e seres criados, em lugar do Criador, que deve ser louvado para sempre. Amém." Romanos 1:22 em diante.
    Fui católica, mau marido era católico, temos uma família católica e nunca ouvi tantos absurdos da boca deles e sim nos respeitamos. Fale de suas músicas, exija que elas sejam tocadas e não critique as nossas afinal não tocamos nenhuma vinda de vcs pois não sentimos essa necessidade. Espero sinceramente que vc medite mais e não fale do que o seu coração está cheio antes de pensar bem pois foi por pessoas assim que acabei indo para o caminho da verdade e fui liberta, isso é sério e acaba que afastando aqueles que estão na missa com o coração aberto e sincero buscando simplesmente ser tocado, através de um louvor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe todos a minha humilde ignorância. Mas como pode tanto rancor e tanto problema em cima de músicas de Deus. OK! Entendo q a missa tem um missal a ser seguido, mas me desculpa... Quem escreveu o missal? Foram homens capacitados a tal? Sim... Beleza! Alguém ou um conselho q juntou varias partes da vida de Jesus e montou um "ritual"? E pq isso não pode ser modificado? Se teoricamente os padres estudam, sabem o q estão fazendo qnd liberam as músicas. Ou não sabem? E tem mais, se vcs disserem pra mim q não sabem, eu vou concordar tbm. Pq eh impressionante o quão são diferentes um dos outros. Será q o diferente eh errado? Se somo 2+3=5 Mas se eu somar 2+1+2=5 o resultado é o mesmo. Objetivo alcançado. Temos pessoas de Deus trabalhando duro para tentar de uma forma ou de outra trazer pessoas pra Deus. Alguém mais acima falou sobre folheto... Um papel como o missal tbm eh. Documento a ser seguido meu querido, somente a bíblia. Vida relatada de Jesus. E outra, a ser seguido por nós Cristãos q seguimos essa fé. O q eh verdade para nós para outros nem serve como verdade. Se seu intuito foi ajudar, seja menos arrogante, menos debochado, e mais humilde. De repente aí sim as pessoas entendam esse post como ajuda. Enfim, uma pena tudo isso...

      Excluir
    2. A Missa não é um entretenimento, a missa não existe pra atrair jovens para a Igreja, a missa serve para alimentar, redimir e dar vida às almas. Portanto na Missa não deve existir danças, palmas, musicas pop, rock, samba,musicas inculturadas. A missa é o Sacrifício real de Cristo na cruz, "não é um encontro fraterno ao redor de uma mesa", assim nos diz o Papa São João Paulo II. Se os jovens forem para Missa e entenderem o real acontecimento do que lá se passa, então serão não atraídos, mas impulsionados a irem a Cristo no sacrifício do altar, e os cantos litúrgicos apropriados para a missa serão parte essencial da mística que elevará suas almas ao Real acontecimento sacrificial de Cristo no altar. A única inculturação que deve existir na Santa Missa é a inculturação do Calvário, é a inculturação de Maria e João aos pés da Cruz. A Missa não é um circo pra se ter palhaçadas, não é um programa de auditório, não é um show onde vamos em busca de nos determos nas apresentações musicais bem arranjadas e na cativação dinamizada dos artistas

      Excluir
  13. "Vem dar-nos Teu filho Senhor, sustento no pão e no vinho..."

    Não vejo nenhum problema aqui, o próprio Santo Thomas de Aquino diz:

    "...Quae sub his figuris vere latitas"

    O termo "NO" empregado na frase, elimina qualquer possibilidade do sustento ser atribuído à natureza das espécies pão e vinho.

    Seria como: Pai, dá-nos teu filho que se faz sustento, alimento, nas espécies consagradas.

    Não creio que exista uma norma que prevê para os cantos de comunhão o termo transubstanciação.

    ResponderExcluir
  14. Só li verduras. Besteirol e mimimi.

    ResponderExcluir
  15. Perdi 20 minutos do meu dia.

    ResponderExcluir
  16. "Senhor eis aqui o teu povo que vem implorar teu perdão" nunca foi canto de Ato Penitencial.
    Meu Deus quanta profundidade... aff

    ResponderExcluir
  17. O ruim fslando do pior, quantas palavras soltas ao vento...
    Uns querendo ser mais sabido que outros.
    HUMILDADE JÁ.

    ResponderExcluir
  18. não existe fui católica, se vc saiu da igreja católica vc nunca deixa de ser!!!!
    musicas evangelicas pra que??
    temos Rosa de saron ,Dunga, Adoração e Vida, Celina Borges, Eugenio Jorge, Martim valverde, Adriana,ihaweh, Fatima, Amor e adoração, TONY ALLYSON e varios!!!!

    ResponderExcluir
  19. Você é um idiota provavelmente membro da Opus Dei. Desde que seja catado do fundo da alma, não importa a letra, o que importa é exaltar o Senhor. Deus adora alegria e gente feliz em Sua Casa... quem gosta de tristeza é o diabo. Ao invés de ficar escrevendo essas baboseiras, vai à missa e louva Teu Senhor.

    ResponderExcluir
  20. Você é um idiota provavelmente membro da Opus Dei. Desde que seja cantado do fundo da alma, não importa a letra, o que importa é exaltar o Senhor. Deus adora alegria e gente feliz em Sua Casa... quem gosta de tristeza é o diabo. Ao invés de ficar escrevendo essas baboseiras, vai à missa e louva Teu Senhor.

    ResponderExcluir
  21. É nós católicos precisamos conhecer,mais sobre a nossa IGREJA CATÓLICA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nisso concordo, ngm ama o que não conhece.

      Excluir
  22. o que falta muitas vezes é obediencia é cada um fazendo o que quer e gosta e acaba esquecendo que o maior encinamento de Jesus é exatamente a obediencia ao Pai fica a dica.

    ResponderExcluir
  23. A missa é um culto a Deus e não aos homens. Se tivéssemos sempre isto em mente não haveriam heresias. Será que dizemos a verdade quando professamos "Creio na Santa Igreja"? Se a Igreja nos determinou algo é porque aquilo é a vontade divina e quem se puser contra a Igreja responderá por isso no supremo juízo.

    ResponderExcluir
  24. Por isso a igreja católica esta perdendo seus fiéis a igreja hoje pede para ser jovem e jovens gostam de fervor animação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A igreja nunca perde ou perdeu fiéis mas sim os infiéis.

      Excluir
  25. Esse texto é a prova que católicos seguem sua "liturgia", seus "costumes" e não a Bíblia. Por que vocês não fazem um livro pra vocês, assim como os espíritas e os mórmons fazem para eles? Aí tudo bem, agora falar tanta baboseira e ainda declarar que a Bíblia é o manual de fé, me poupe.

    ResponderExcluir
  26. Estudei música durante muitos anos, desde criança. Criança tocava Ave maria para os meus pais ouvirem. Assim, o que me fez voltar a participar das Missas(porque meus pais não são católicos) foram as músicas. O esvaziamento da nossa Igreja parece inevitável, mas tenho certeza que com esse radicalismo não sobrará ninguém para sequer discutir as músicas da Missa.

    ResponderExcluir
  27. Cara vc é um fanático doente, se interne! É por isso que cada vez mais vocês tiram os jovens da igreja! tisc tisc

    ResponderExcluir
  28. Edson Parabéns pela coragem,comprometimento e obediência ao que nos ensina e nos indica a santa madre Igreja Católica Apostólica Romana que sabiamente nos aponta o caminho a seguir e não nos deixa fazermos aquilo que bem entermos. Essa bagunça que os "ministros de música" fazem na igreja é que está fazendo com que a fé do povo seja cada vez mais superficial e relativizada, basta olhar os nosos aantepassados em comparação à nossa geração. A luta é árdua mas precisamos continuar. Como diz aquela oração feita canção: "amar por quem não te ama, adorar por quem não te adora, esperar por quem não espera em ti, pelos que não creem eu estou aqu". Termino citando uma frase de santo Agostinho que é o meu santo protetor deste ano:"Não basta fazer coisas boas, é preciso fazê-las bem". Pax et bonum.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Salve Maria!

      Muito obrigado Leandro,Deus te abençoe!

      Ave Cor Mariae!

      Excluir
    2. LARGA DISSO GENTE. ESTÃO PRESOS AO QUE É PEQUENO, OFENDENDO UNS OS OUTROS,. JESUS NOS DIZ PARA QUE AMEMOS UNS AOS OUTROS. A FÉ DEVE SER MAIOR QUE QUALQUER MÚSICA. SE QUER ENSINAR, ENSINE COM MAIS CARINHO, QUER criticar CRITIQUE FAÇA COM DELICADEZA, PARA QUE XINGAR, OU SE FAZER DE VITIMA?
      TALVEZ, ALGUNS AQUI NÃO GOSTEM DE MÚSICAS DESTE TIPO, MAS EXISTE UMA QUE DIZ"DEUS VÊ O CORAÇÃO...ELE NÃO PODE POR LIMITES NO SEU AMOR..."
      SE DEUS NOS DEIXA LIVRES, SEJAMOS ELE SABE A INTENÇÃO DE CADA UM, MAS PAREM COM ISTO. ESTE SITE SE TORNOU UMA VERGONHA PARA NÓS CATÓLICOS, DEVERÍAMOS ESTAR EM COMUNHÃO(COMUM UNIÃO-COM UNIÃO) E NÃO ASSIM TÃO DESUNIDOS. QUE TRISTE!

      Excluir
    3. Não acredito que se degladiando desta forma iremos chegar a lugar algum, talvezpor isso hoje em dia, tantas igrejas sofrem por não terem pessoas para assumir as missas em varios lugares do Brasil, por conta da desunião. Não vejo aqui, de forma alguma, uma vontade de ajuda, porqur não colocam as 10 mhsicas mais lindas da Santa Missa? Porque é mais facil julgar? Lembram se do que Jesus disse para aquela mulher no poço? Pois é, nem CRISTO, nos condena. Se o João quer cantar tal musica e o pároco dele esta de acordo, que cante. Se o povo canta, e observa os preceitos, amém! Oque não se pode, é julgar, apontar, denegrir, em nome de Deus. Guerras acontecem por intolerância, não nos deixemos levar, por este tipo de comportamento. Deus abençoe a todos os Músicitas de Deus. Paz e bem!

      Excluir
  29. Tô pensando seriamente em deixar de participar de igrejas, cada uma tem opiniões diversificadas. Já participei de vários cursos, sou católica mas se decidir minha religião vai ser só JESUS. Quem sabe a verdade não está esclarecendo o povo. Seguem o padrão de suas igrejas. Desculpem essa é Minha opinião.

    ResponderExcluir
  30. Vejo que a maior preocupação não deve ser a musica e sim a conduta de cada um.Deus quer ser adorado não através das melodias musicais e sim do coração. Ele mesmo disse;muitos me louva com os lábios porem o coração esta longe de mim.O que ele quer é fidelidade pois ele não divide a sua glória com ninguém.

    ResponderExcluir
  31. Oi, não conheço o autor e nem sei porque me dispus a escrever aqui. Não sei se ele está aberto a compreender ou só em expressar a suas opiniões. Bem, acreditando que ele esteja disposto a ouvir pergunto:

    Qual é seu propósito ao postar suas opiniões? Você está comprometido com o que?

    Porque eu consigo entender, sim, seus argumentos. Mas a sua expressão é tão agressiva e arrogante. Só isso já é um cotra-testemunho. Além de, com certeza, exprimir-se dessa forma provoca uma distorção no conteúdo da mensagem fazendo com que a forma desfavoreça o conteúdo. A não ser, que o seu propósito seja atacar ou ofender.

    Se o seu comprometimento e com amor, que é o que se resume a missa. Então você deve encontrar uma forma mais amigável de se expressar.
    Jesus sempre falou com carinho com seu povo.

    Pensa bem nisso, porque precisamos sempre de pessoas esclarecidas para identificar os erros e propor correções. Não, limite o seu dom.

    ResponderExcluir
  32. Sou feliz servindo a Cristo, com louvores e adoração, sem muito me apegar ao que louvo tem que estar no MISSAL, os tempos mudam, o sistema muda, a Igreja de Cristo com João, Pedro e Paulo, tinha rituais totalmente diferentes dos dias de hoje e Cristo se faz presente, a Bíblia nos ensina que onde estiverem dois ou mais reunidos em meu Nome ali Eu estarei ( Mateus 18 v20). Devemos evitar tantas repetições ...vejam o que Mateus diz ..e, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos" (Mt 6.7)... E o que me diz sobre aqueles que foram levantados a Bispo, antes do Concilio de Latrão IV (1215), casavam ...e detalhe é Biblico ....I Timóteo - Capítulo 3

    1Eis uma coisa certa: quem aspira ao episcopado, saiba que está desejando uma função sublime.2Porque o bispo tem o dever de ser irrepreensível, casado uma só vez, sóbrio, prudente, regrado no seu proceder, hospitaleiro, capaz de ensinar.3Não deve ser dado a bebidas, nem violento, mas condescendente, pacífico, desinteressado;4deve saber governar bem a sua casa, educar os seus filhos na obediência e na castidade.5Pois quem não sabe governar a sua própria casa, como terá cuidado da Igreja de Deus?6Não pode ser um recém-convertido, para não acontecer que, ofuscado pela vaidade, venha a cair na mesma condenação que o demônio.7Importa, outrossim, que goze de boa consideração por parte dos de fora, para que não se exponha ao desprezo e caia assim nas ciladas diabólicas. GENTE ...PENSA BEM QUANTA COISA JA MUDOU....agora pega o amado que dentro da sua teologia sentado na poltrona felpuda....e diz pra ele MANDAR O PADRE CALÇA AGARRADA PARAR DE CANTAR MODA SERTANEJA.....Shalon Irmãos..... REYNALDO CEFILHO

    ResponderExcluir
  33. oi boa noite, muito interessante a reflexão, mas acredito que existe um equivoco quanto o musica de numero 6, a saber, "senhor, eis aqui o seu povo que veio implorar teu perdão...". É bem verdade que está musica não é apropriada para o ato penitencial, já que para este existe uma formula pronta e são invocações rigorosamente cristológicas, mas esse canto esse para ser usado em outros lugares na liturgia, como por exemplo, para canto de entrada no tempo quaresmal. Deste modo não acho que seria uma música para nunca ser cantada na missa, pode sim cantar, mas em lugar apropriado, no próprio hinário liturgico da cnbb esta musica se faz presente.

    ResponderExcluir
  34. oi boa noite, muito interessante a reflexão, mas acredito que existe um equivoco quanto o musica de numero 6, a saber, "senhor, eis aqui o seu povo que veio implorar teu perdão...". É bem verdade que está musica não é apropriada para o ato penitencial, já que para este existe uma formula pronta e são invocações rigorosamente cristológicas, mas esse canto esse para ser usado em outros lugares na liturgia, como por exemplo, para canto de entrada no tempo quaresmal. Deste modo não acho que seria uma música para nunca ser cantada na missa, pode sim cantar, mas em lugar apropriado, no próprio hinário liturgico da cnbb esta musica se faz presente.

    ResponderExcluir
  35. Não concordo com a crítica, mas não posso dizer muito pois sou leiga em muita coisa ainda relacionada a Igreja oq é certo ou não. Agora, no caso do Padre Marcelo é uma musica + a oração... ou seja, o Pai Nosso não é alterado.. nada a ver falar "quando q foi q Jesus falou na Bíblia "eu quase me esqueci" se vc prestar atenção ele faz a oração e vai interrompendo-a para cantar a música, canta dizendo que quase se esqueceu do amor de Deus mas faz parte da música e não da Oração... vamos aprender a interpretar primeiro antes de julgar.

    ResponderExcluir
  36. As músicas são lindas e os críticos sismáticos da verdadeira Igreja Católica Apostólica Romana, sem qualquer credibilidade!

    ResponderExcluir
  37. A música "Senhor eis aqui o teu povo que vem implorar teu perdão" é cantada na Entrada, não no Ato Penitencial, e está no hinário litúrgico como canto para o tempo da Quaresma.

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde a paz de Cristo a todos, concordo com tudo que foi colocado pelo Edson, essas tirando as músicas protestantes, as outras vcs podem cantar nos seus encontros mas na Santa missa ai não, o problema do católico hj é querer transformar a missa num culto pentecostal cheio de sentimentalismo e sem conhecimento real e profundo de como viver a santa missa, alias ainda tem pessoas que falam "to indo assistir a missa" em vez de "vou participar". Falta muito conhecimento daa INSTRIÇÕES GERAIS DO MISSAL ROMANO. Paz e bem. Salve Maria

    ResponderExcluir
  39. Continuem com o tradicionalismo idiota e vejam a igreja vazia de pagantes de dízimos. A imbecilidade que acompanha os arautos da moralidade dos fiéis católicos me assusta. Daqui a pouco vão pedir pra rezar a missa em latim, isso, é super tradicional. Missa apesar de relembrar o sacrifício de Cristo, também é a rememoração da ressurreição e da glória de Deus. Tem que ter palma e cânticos sim seus chatos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o Papa falou que é proibido palmas...

      Excluir
  40. Meu Deus, isso tudo é secundário. Perder tempo com normas e prescrições. Tudo bem se isso é preocupação de catolicismo, mas não deveria ser uma preocupação cristã. O cristianismo é muito mais que isso. Jesus, acredito nem está aí pra música e liturgia. A preocupação de Jesus é com o amor ao próximo, com o perdão, a justiça e caridade. Não vamos reduzir o cristianismo a questões litúrgicas. Bem que na verdade isso é muito mais prático, cômodo e tudo mais. Que adianta ser todo ortodoxo com a missa se o coração não foi ou está sendo cultivado com o que mais essencial. Perdão, mas prefiro me ocupar com coisas mais importantes da pregação de Jesus a perder tempo com essas normas meramente criadas e veneradas pelo magistério da igreja. Fiquemos e nos preocupemos com o evangelho de Cristo que essencial. Não vamos perder tempo ou nos ocupar com essas coisas secundárias e que acredito Deus tem coisas mais importantes para se preocupar do que com música nas missas de final de semana. Me poupem!!!

    ResponderExcluir
  41. Não lhe critico Grazi, inclusive não sou fã do fanatismo dos tradicionalistas(comunhão de joelho, não canto, não me movo), pois querem ser a pequna porção santa da Igreja, mas a Igreja tem boa parte de sua beleza oriunda de sua tradição e da liturgia, não fosse isso, não passaríamos de um seita.

    ResponderExcluir
  42. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  43. Só tenho uma coisa a dizer sobre tudo isso: DEUS É SIMPLES! Não vamos dificultar né amados. Acima de tudo AME.

    ResponderExcluir
  44. Não ha nada de errado, tudo eh adaptável ao presente tempo para facilitar a vida do fiel. Por acaso gostaria que o pai nosso voltasse a sua forma original?

    ResponderExcluir
  45. oi tudo bem? Eu concordo com você sobre as músicas, mas o que fazer quando o padre te obriga a canta-las? Acredito que a missa tem se tornado algo opcional para os cristãos, pois, virou bagunça. É teatro na missa, é dancinha, é apresentação de slide , é subtituição de ato penitencial pela novena. Olha tá dificil!

    ResponderExcluir
  46. Que sejam validas todas as formas de adorar e bendizer o Santo nome de Jesus! Se é com cântico alegre, gregoriano, lírico o bom é sentir a presença de Jesus no coração, não se julgando dono da verdade!
    De que adianta estar presente na Santa missa se na hora da Consagração, o coração está fechado porque o padre não agiu conforme a tradição? Ou que se tenha cantado um cântico novo?
    Meus caros irmãos, que cada um seja tocado e haja conforme sinta melhor! Vamos respeitar as diferenças, não perdemos o foco da Santa Missa!

    ResponderExcluir
  47. Sou musico católico e não vejo problema nenhum com essas músicas citadas... Tremendo mimimi... Quem canta reza duas vezes.. Não vejo heresia em nenhuma dessas músicas.

    ResponderExcluir
  48. A liturgia é um trabalho em favor do povo em nome de Deus, pois, o Sacrifício já foi feito e revivemos na Santa Missa. Então toda ornamentação que faz o povo chegar até Deus é válida. Cada cultura enriquece a liturgia e faz viva. Já participei de Missa na África e me desculpe foi muito mais viva do que esse querer "gesso na liturgia". Jesus não está nem ai para como cantamos ou celebramos e sim como vivemos Ele e celebramos ele não somente na Missa mas no dia-a-dia. Sabe parece Briga de Pedro e Paulo... Vamos cantar a Deus e parar com essa frescura religiosa...OBS: Sou teólogo sei o que estou dizendo!

    ResponderExcluir
  49. Desculpe, porém não concordo nem um pouco com essa postagem.
    Hoje em dia a maior dificuldade da comunidade católica é atrair o jovem para igreja e se for da forma como você diz meu caro irmão, eles não passariam nem na porta.
    Nossa igreja vivia fazia, resolvemos mudar um pouco a forma das músicas e hoje é super cheia e animada, inclusive temos em nosso repertório muitas das músicas que mencionou no texto. Acho que a igreja católica deve se modernizar para poder caminhar lado a lado na fase em que vivemos atualmente.

    ResponderExcluir
  50. Se Deus é todo, uno e infinito por que ele iria se incomodar com esses cantos? A liturgia da igreja é sagrada, porém esta em dissonância com o presente...agora falar em canto gregoriano nesses tempos, é demais!!!! celebrar para meia dúzia de gente que entende a liturgia como ela é vai lá! Mas o povão nem sabe que não se diz amém depois do Pai nosso! Como diz meu colega acima "gesso litúrgico" e vou até mais além: tão querendo engessar o próprio Deus nas criações que o próprio homem criou"...Vamos voltar as missas rezadas em latim, e ver se Deus chega ao coração do povo!

    ResponderExcluir
  51. Cantai com júbilo ao senhor todos os moradores da terra.

    ResponderExcluir
  52. Para as orações e partes fixas da Missa, compreendo a explicação, pois toda a Missa tem uma estrutura muito bem organizada que deve ser respeitada, mas temos de entender que o que justifica a Igreja é a Ressurreição e não a tristeza. Cantos gregorianos, musicas clássicas, não compreendo a justificativa, porque é europeu? Porque é chique? Não sei. Existem músicas belas com um simples toque de violão, algumas alegres que representam a alegria na vitória de Jesus Cristo sobre a morte. Temos também de tomar cuidado com os preconceitos quanto aos ritmos musicais. Respeito é diferente de pose e de casca.
    Salmos 150
    1.Aleluia. Louvai o Senhor em seu santuário, louvai-o em seu majestoso firmamento.
    2.Louvai-o por suas obras maravilhosas, louvai-o por sua majestade infinita.
    3.Louvai-o ao som da trombeta, louvai-o com a lira e a cítara.
    4.Louvai-o com tímpanos e danças, louvai-o com a harpa e a flauta.
    5.Louvai-o com címbalos sonoros, louvai-o com címbalos retumbantes. Tudo o que respira louve o Senhor!

    ResponderExcluir
  53. Tem que tirar também aquela música "Parabéns para você" de dentro da Missa.

    ResponderExcluir
  54. Há 24 anos sirvo a Deus através do canto, sempre defendi a não substituição dos hinos de Kyrie, Glória, Santo, por essas músicas "genéricas", porém, o que sempre percebi é que se o pastor não conduz a ovelha, esta se perdi. Infelizmente um grande número de sacerdotes não "catequiza" liturgicamente os ministérios, grupos ou pastorais do canto. Sendo a música parte INTEGRANTE, da liturgia sagrada, os Párocos deveriam reservar um "tempinho" para formar melhor os servos da música. Certa vez estava eu cantando e veio alguém e falou-me "Olha o canto final será: Não sei porque você se foi..." E falei, olha, esta música é totalmente anti litúrgica, e a pessoa respondeu: O padre já autorizou. E ai... cantei. Nós, que trabalhamos com o canto litúrgico devemos buscar uma formação continuada. Mas, penso que os párocos deveriam, não criticar a equipe em plena Celebração, como acontece, mas, formar, formar e acompanhar. "O meu povo se perde por falta de conhecimento" (Ose 4,6)

    ResponderExcluir
  55. Caro Edson, respeito sua opniao mais como participante da renovacao carismatica catolica sei o quanto uma musica e importante na celebracao da missa. Discordo de TODAS as suas opnioes inclusive afirmo canto gregoriano afasta os fieis da missa. Isso mostra porque a igreja evangelica esta crescendo o numero de fieis. Acredito que a musica e sua reflexao mexe muito mais com os fieis fazendo-os refletir do que muita vezes a homilia. A igreja catolica precisa renovar seus fieis e traze los cada vez mais pra comunidade.

    ResponderExcluir
  56. Quando o católico finalmente entender o que é a santa missa verá que não existe maior presente deixado por Deus a nós. Muita gente sai da igreja por não entender e se um católico vai a missa pelas musicas nem apareça na igreja, pq vc vai pra participar do santo sacrifício e não para agradar seus ouvidos, pq acham que existem shows com musicas religiosas? A missa é chata? Me desculpe, mas seu amor não é pelo Cristo imolado no altar, a partir do momento que você entra na igreja pra bater palmas e fazer dancinhas saiba que é diante de Cristo ferido e maltratado que fazemos isso, não discordo com a postagem afinal temos que apontar nossos erros tbm, o catecismo da igreja católica esta ai pra quem quiser aprender, quem tem interesse corre atrás ate mesmo do próprio pároco pra tirar as dúvidas e aqueles que sabem deveriam se oferecer para ensinar nas comunidades, isso é catequizar. Todo mundo quer ser santo, mas ngm coloca a mão na massa pq é confortável.
    Me desculpe se ofendi alguém, mas devemos viver a radicalidade dos evangelhos. Sim sim não não!

    ResponderExcluir
  57. Discordo do comentário relacionado a música "Faz um milagre em mim", ela tem um erro teológico explícito sim e grotesco, quando se canta " Quero amar somente a ti", ora quem diz que ama a Deus e não ama o próximo é mentiroso, é impossível amarmos somente a Deus...

    ResponderExcluir
  58. Qual o problema de aceitar que os tempos são outros? A igreja evoluiu muito, querem voltar a idade média? Não quero dizer que a igreja tem que virar uma "zoeira", pelo contrário, há como renovar em questão de cânticos, atraindo mais jovens e cativando o coração das pessoas sem deixar de lado os princípios da nossa igreja católica! Cá entre nós, Deus está muito mais interessado nos nossos corações e intenções ou se o cântico de ofertório, por exemplo, está milimetricamente adequado para o momento litúrgico?

    ResponderExcluir
  59. Gente para criticar é o que mais tem. São os professores de Deus. Os que criticam na maioria das vezes, são os que não fazem nada. ..desafio a postar as dez músicas liturgicamente certas.

    ResponderExcluir
  60. Me admiro da capacidade que a religião tem de produzir fariseus. Não consigo me lembrar de Jesus perdendo seu tempo explicando regras rituais. Lamentável coar mosquitos e engolir camelos.

    ResponderExcluir
  61. Quanta baboseira, a santa Missa só tem um objetivo, que é de trazer a comunidade para perto do Senhor, levar as pessoas que estão ali buscando uma intimidade com Deus a de fato ter um encontro com ele, e cada momento é diferente do outro assim como cada pessoa ou comunidade tem as suas culturas. Concordo que existem cantos corretamente liturgicos que devam ser obedecidos, mas ninguem pode dizer que a missa não é uma festa,porque muitas vezes ela é uma festa sim, pois os anjos do senhor se alegram em festa quando vivemos bem uma santa missa, e as vezes a missa é sacrificio quando o momento que vivemos nos leva a viver o sacrificio de Cristo com Ele no altar, muitas vezes é só pra louvar e agradecer que estamos lá, aí o nosso ato de remissao, adoração e tudo mais se voltam para o louvor... O Excencial é que estejamos lá, com coração livre de farisaísmos e sem julgamentos achando que somos bons o suficientes pra querer dar aulinhas, sem termos de fato nos encontrado com o Senhor uma única vez na Santa Eucarístia.

    ResponderExcluir
  62. Olá pessoal , com alegria venho até vcs que, se me derem licença falarei um pouquinho , é simples minha fala ! precisamos, independente da religião, que sejamos INICIADOSou ou reiniciados NA VIDA CRISTÃ,ou seja... NA FÉ, para que ao fazermos o nosso encontro ou re encontro com Jesus Cristo, tenhamos uma FÉ MADURA NELE ! . Agora fiquei triste com os comentários acima...pois pq pensei em estar vendo uma unidade na diversidade ou seja um DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO ,porém o que li foi uma grande PICUINHA entre denominações.Gente vamos parar com isso .... temos que ter respeito, dialogo , escuta e principalmente AMOR por parte de todos os seguimentos! Me desculpem ao entrar nesta discussão tão desnecessária ...bjs carinhosos em Cristo.

    ResponderExcluir
  63. Temos que ser feliz em tocar e em participar e se adequar de modo sútil, não julgando, criticando, apontando erros e falhas pois os músicos estão dedicando seu tempo e dom para fazer o bem e não ganhar dinheiro ou aparecer. Ao contrário de muitos que só querem mesmo causar desordem e perder o principal foco da santa missa, não sou o dono da verdade nem quero ser toco na missa há 25 anos já escutei muita bobagem mas faço pra Deus. Espero ter falado claramente, a paz!

    ResponderExcluir
  64. Só vim ver os comentários de católicos jujubas querendo modernidade dentro da igreja. A igreja não deve ser convidativa aos olhos do mundo, os olhos do mundo que devem se abrir para a realidade da igreja. O canto gregoriano é o canto aprovado em concílios e a forma mais pura de música dentro da missa. Se a sua comunidade não sabe cantar em latim, pelo menos cante músicas piedosas capazes de mostrar o verdadeiro clima de oração na igreja e não uma festa escandalosa como os cultos protestantes.

    ResponderExcluir
  65. Faço parte da Comunidade Resgate aqui em Juiz de Fora uma Comunidade católica, marcada com celebrações muito alegres. Cristo não nos quer tristes, devemos mesmo louvar, agradecer, bendizer e adorar fazendo jestos e porque não até dancando.E pra quem não sabe, conseguimos reunir 3000 pessoas em uma celebração, é uma bênção!

    ResponderExcluir
  66. Eterna rivalidade entre liturgia eucarística e ministério de música......mimimi. As músicas devem ser alegres e harmoniosas, quer tristeza vai tocar em velório!

    ResponderExcluir
  67. A música do Padre Marcelo Rossi é a mais autêntica para se cantar na missa. Sabemos que quando Cristo estava na cruz ele clamou: TENHO SEDE. Essa sede não era de água e sim de FÉ e ir até o fim atender o propósito do Deus Pai. Ele diz mais: está tudo consumado. Em tuas mãos entrego meus Espírito. então, o Cristo quase se esqueceu mesmo quando falou tenho sede, ou seja fortaleça-me pai...

    ResponderExcluir
  68. Gosto de todas as músicas! Nao concordo com o que foi dito, muitas musicas como a do padre que fala "quase me esqueci de ti" nao ta querendo dizer que ele se esqueceu, e sim reconhece que estava afastado, com relacao a dancas e agitacao a resposta esta no salmo 150 vs 4. As musicas são lindas, foram feitas com um unico proposito de adoracao a Deus e deveriam sim ser cantadas em missas. (Sem mais)

    ResponderExcluir
  69. Bando de fariseus e republicanos, só me resta rezar para que Jesus se mostre a vcs e que recebam o Espírito Santo. Sempre me pergunto o que Jesus faria? E com toda doçura de seu coração manso e amoroso, com certeza não inventaria esse monte de mii mi mi, isso sim é profano.

    ResponderExcluir
  70. Bando de fariseus e republicanos, só me resta rezar para que Jesus se mostre a vcs e que recebam o Espírito Santo. Sempre me pergunto o que Jesus faria? E com toda doçura de seu coração manso e amoroso, com certeza não inventaria esse monte de mii mi mi, isso sim é profano.

    ResponderExcluir
  71. Pelo que li em alguns pontos, além de ver opinião pessoal, entendi que a celebração eucarística deve ser triste e apática. E em outros se citou corretamente o missal romano.

    ResponderExcluir
  72. Quanta besteira num post só... Isso é falta de leitura da palavra de Deus. Onde está, na Bíblia, que não se pode louvar a Deus? Que tem que se ater ao Missal da Igreja? Já fiz a palavra de Deus que Ele habita no louvor, então louvem a Deus!

    ResponderExcluir
  73. Que baboseira! Quem fez a matéria não entende nem de música nem de interpretação de texto... kkkk
    Por isso a igreja católica bem perdendo tantos fiéi.
    #quantabesteira

    ResponderExcluir
  74. Os tocadores de missa, pensam que estão em um show, e é por isso, que atraem os jovens, que pensam estar em um show, e não em uma missa. Não sabem nada de liturgia, porque "cantam na missa" e não "cantam a missa". Estão ali para fazer suas próprias vontades e não viver o sacrifício, porque querem ser o centro das atenções. Basta ver que estão sempre tocando, falando e afinando instrumentos na hora errada. Pergunto aos entendidos: Conseguem escutar a voz do cantor em uma missa, ou somente dos instrumentos? Façam o teste. Missa não é barulho, pois esse, incomoda demais. Ministérios de música...leiam mais e entendam que vocês não são o centro das atenções. Se as missas estão vazias, não tem nada haver com as músicas e sim com as homilias pobres, que muitos padres fazem. Abs.

    ResponderExcluir
  75. as 10 musicas que são terminamentemente proibidas na lingua dos HOMENS que vc quis dizer????? PRA DEUS QUALQUER LOUVOR É VALIDO, regras e mais regras criadas pelo ser Humano, eu canto louvores ao meu Deus, regras que restringem isso eu desconsidero.

    ResponderExcluir